Rodrigo Pacheco é o novo presidente do Senado

COMPARTILHAR:
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Pacheco era o candidato do atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e foi eleito sustentado em uma ampla aliança apoiada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O senador Rodrigo Pacheco, do Democratas (DEM) de Minas Gerais, foi eleito nesta segunda-feira (1º) como o novo presidente do Senado.

Rodrigo Pacheco,  derrotou a senadora Simone Tebet (MDB-MS), por 57 votos a 21 votos. O mandato de Pacheco para presidir o Senado. terá duração de dois anos.

Veja também
“Seja feliz, tudo acaba um dia” Bolsonaro manda recado a Maia durante conversa com apoiadores.

A eleição foi realizada de maneira presencial e em cédulas de papel. Antes do início da votação, três outros candidatos independentes retiraram suas postulações em prol de Tebet: Jorge Kajuru (Cidadania-GO), Lasier Martins (Podemos-RS) e Major Olímpio (PSL-SP).

78 senadores participaram da eleição, ficando de fora apenas os senadores Chico Rodrigues (DEM-RR), licenciado e sem suplente; Jaques Wagner (PT-BA), afastado para uma cirurgia no olho; e Jarbas Vasconcelos (MDB-PE), com síntomas da Covid-19.

Em nome do governo, o ministro das Comunicações, Fábio Faria disse esperar que Pacheco ajude o Palácio do Planalto a avançar em pautas econômicas liberais.

“Nós, do Governo, estamos confiantes em sua atuação na pauta liberal e nas reformas necessárias ao país”, escreveu Faria no Twitter.

Rodrigo Pacheco nasceu em Porto Velho (RO), em novembro de 1976,  é advogado e especialista em direito penal.

Herdeiro de empresas de transporte rodoviário no estado mineiro, foi o mais jovem conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), entre os anos de 2013 e 2015, deputado federal por Minas Gerais e presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

Pacheco está em seu primeiro mandato como senador e já atuou como vice-presidente da Comissão de Transparência e Governança na Casa. Atualmente é presidente do diretório do Democratas em Minas Gerais.

Mais notícias dessa categoria acesse Imparcial Política

Com informações da CNN