Motorista por aplicativo é sequestrado e caminha 4 km para pedir ajuda

COMPARTILHAR:
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

O carro foi levado, mas o rastreador apontou o local onde o veículo estava

Um motorista de transporte por aplicativo passou por momentos de terror na noite de quinta-feira (05). Ele foi sequestrado por uma quadrilha e passou meia hora com a arma na cabeça, em poder dos criminosos. Ele ainda precisou andar por quatro quilômetros para pedir ajuda.

A vítima é um homem de 30 anos. Ele foi rendido após os suspeitos acionarem uma corrida, saindo da Praia do Suá, em Vitória. Só que assim que o motorista parou no ponto combinado, o grupo entrou no veículo e anunciou o roubo.

A vítima contou que ficou cerca de 30 minutos sentada no banco de trás, em poder dos bandidos, que ameaçavam atirar enquanto circulavam por vários bairros da capital.

Continua depois da Publicidade

O motorista não quis dar entrevista, mas contou que os criminosos o entregaram uma munição para deixar bem claro que as armas não eram falsas e, se ele reagisse, o grupo iria atirar.

A vítima só foi abandonada no bairro São Cristóvão, na região de Maruípe, por volta de meia-noite. Depois, a quadrilha fugiu no automóvel com os pertences do motorista.

Assustado, sem dinheiro e sem o celular, a única saída que o homem encontrou foi ir andando até o Hospital de Urgência e Emergência para pedir socorro. Foi quando a Polícia Militar foi acionada e a vítima foi levada para a delegacia.

O veículo tinha rastreador e, por isso, o motorista conseguiu localizar o carro no Bairro da Penha. Os policiais foram até a região e encontraram o veículo abandonado. O automóvel apreendido será entregue ao proprietário. Os suspeitos não foram encontrados.

Mais notícias dessa categoria acesse Imparcial Brasil

Com informações da folha de Vitória