José Fernando Vilela – De olho no entorno

COMPARTILHAR:
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Quase 1 milhão de eleitores do Entorno estão aptos a votar nas eleições municipais de 2020

As pré-campanhas para as eleições municipais deste ano nas cidades goianas e mineiras que fazem parte da região do Entorno do Distrito Federal já estão a todo vapor. Apesar da capital federal ser a única unidade da Federação que não tem disputa eleitoral, o interesse em acompanhar as movimentações políticas nas cidades vizinhas faz com que muita gente, principalmente, os políticos fiquem “De Olho no Entorno”, literalmente, já que boa parte da população desses municípios se deslocam para o Distrito Federal, seja para trabalhar, estudar, visitar familiares ou em busca de entretenimento.

Fazendo uma breve comparação entre a quantidade de eleitores aptos a votar em 2016, ano das últimas eleições municipais, com este ano, constatamos que houve um pequeno crescimento do número de eleitores nas cidades do Entorno. De acordo com o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 920.019 eleitores poderão ir às urnas no próximo dia 15 de novembro para escolher o prefeito e os vereadores de seus municípios pelos próximos quatro anos, a contar de 2021. Desses, 821.029 vão votar em Goiás e 98.990 votam em Minas Gerais. Em 2018, a região do Entorno tinha 870.247 eleitores. O crescimento de lá para cá foi de 5,40% do eleitorado. (Veja a tabela abaixo)

Maior número de eleitores

As cinco cidades do Entorno com o maior número de eleitores são Luziânia, Águas Lindas de Goiás, Valparaíso de Goiás, Formosa e Unaí. As quatro primeiras são de Goiás e a última pertence a Minas Gerais. Juntas, elas somam 426.141 eleitores e respondem por quase 50% do eleitorado do Entorno.

Cidades com poucos eleitores

Dentre todas as cidades do Entorno, as que possuem o menor número de eleitores são Água Fria de Goiás (4.586), Vila Boa (3.783) e Mimoso de Goiás (2.971).

Maior crescimento

Entre as que mais cresceram, destaque para Águas Lindas que passou de 88.002 (2016) para 94.572 (2020), Valparaíso de Goiás saiu dos 68.702 (2016) para 81.923 (2020), Santo Antônio do Descoberto foi de 36.438 (2016) para 41.021 (2020), e Cidade Ocidental passou dos 33.440 (2016) para 39.096 (2020).

Número de eleitores em queda

Já as cidades que sofreram redução no número de eleitores foram: Luziânia – 118.553 (2016) | 117.695 (2020); Novo Gama – 52.400 (2016) | 46.202 (2020); e Niquelândia – 30.182 (2016) | 26.827 (2020)

Município Eleitores Município Eleitores
Abadiânia (GO) 10.287 Água Fria de Goiás (GO) 4.586
Águas Lindas de Goiás (GO) 94.752 Alexânia (GO) 19.298
Alto Paraíso de Goiás (GO) 6.175 Alvorada do Norte (GO) 6.538
Arinos (MG) 13.672 Barro Alto (GO) 9.363
Buritis (MG) 18.723 Cabeceiras (GO) 6.654
Cabeceira Grande (MG) 5.430 Cavalcante (GO) 6.763
Cidade Ocidental (GO) 39.096 Cocalzinho de Goiás (GO) 15.362
Corumbá de Goiás (GO) 7.446 Cristalina (GO) 33.179
Flores de Goiás (GO) 6.779 Formosa (GO) 70.606
Goianésia (GO) 52.818 Luziânia (GO) 117.695
Mimoso de Goiás (GO) 2.971 Niquelândia (GO) 26.827
Novo Gama (GO) 46.202 Padre Bernardo (GO) 17.908
Pirenópolis (GO) 18.846 Planaltina (GO) 56.712
Santo Antônio do Descoberto (GO) 41.021 São João d’Aliança (GO) 6.486
Simolândia (GO) 5.791 Unaí (MG) 61.165
Valparaíso de Goiás (GO) 81.923 Vila Boa (GO) 3.783
Vila Propício (GO) 5.162  
Total de Eleitores  920.019 (2020)

Fonte: Site do Tribunal Superior Eleitoral – TSE (http://www.tse.jus.br/eleicoes/estatisticas)

Representatividade no cenário estadual

As cidades do entorno ainda possuem um percentual muito baixo em relação aos seus estados. Os mais de 820 mil eleitores que votarão em Goiás, representam 17,82% dos 4.606.112 eleitores aptos a votar neste ano. Já os quase 100 mil eleitores das cidades de Minas Gerais que integram o Entorno, correspondem a 0,62% dos mais de 15 milhões de eleitores de todo o estado.

Contagem regressiva para as eleições

Desde a última segunda-feira (31), os partidos políticos estão liberados para promover as suas convenções e oficializar as candidaturas de prefeitos e vereadores para as eleições municipais deste ano. As convenções são as reuniões onde são validados o número e o nome político de cada candidato. Devido a pandemia, neste ano, a participação dos cabos eleitorais não será permitida. Os encontros partidários podem ocorrer até o dia 16 de setembro. Após essa data, cada candidato já pode se preparar para a disputa eleitoral. Já tem muita gente em contagem regressiva.

José Fernando Viela
expressaobrasiliense.com

 

 

Nota:

O conteúdo publicado nessa coluna é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a posição do Portal Imparcial.